Visualizar praia em um mapa maior

domingo, 17 de maio de 2015

WINGS FOR LIFE UMA CORRIDA DIFERENTE ONDE A CHEGADA VAI ATÉ O ENCONTRO DO PRIMEIRO ATLETA DA PROVA O ULTIMO A SER APANHADO GANHA A PROVA .

Wings for Life tem novo recorde

Etíope amplia o próprio recorde para quase 80 km e conquista bicampeonato da Wings For Life



Wings for Life
Mais de 100 mil pessoas. Foi esse o número de corredores que participaram da segunda edição da Wings For Life World Run, que aconteceu simultaneamente em 35 cidades (de 33 países), no último domingo (3 de maio). Além do elevado número de participantes, a prova ainda teve um recorde: o etíope Lemawork Ketema, que já tinha o título da primeira edição da corrida de rua, fez 79,9 km em Niederosterreich (Áustria) e conquistou o bicampeonato ao superar o chileno Cesar Hernandez, que correu em Santiago (Chile) 78,3 km.
Entre as mulheres, a campeã global foi a japonesa Yuko Watanabe, que atingiu 56,3km em Takashima (Japão). A segunda colocada foi a sul-africana Riana Van Niekerk, com 55,2 km atingida na Cidade do Cabo, e a francesa Nathalie Vasseur, que competiu nos Estados Unidos, com 52,18 km, ficou com a terceira colocação.
No Brasil, a Wings for Life o carioca Juan Pablo Salazar, que mora em Florianópoli (SC), foi o líder ao percorrer 54 km. Ele não fez uma boa largada, mas, no decorrer do percurso, ultrapassou os outros competidores até ser o último a ser superado pelo catcher car, pilotado pelo pentacampeão da Stock Car Cacá Bueno. Também marcaram presença na prova o medalhista de bronze na maratona em Atenas (2004), Vanderlei Cordeiro de Lima, Fernando Fernandes, campeão mundial de para-canoagem, e a modelo Daniela Cicarelli.
Entre as mulheres, a austríaca Astrid Kaltenbock não deu chance para as brasileiras e conquistou o bicampeonato. Ela escolheu participar da Wings for Life no Brasil depois de vencer a etapa de Verona (Itália), no ano passado, e percorreu 44,2 km, mais de 2 km a frente de Patrícia Mendes Franco, que ficou com o segundo lugar por aqui.
Entenda a prova
Você pode se perguntar como todos os primeiros colocados mundiais correram a Wings for Life em locais diferentes? Trata-se de uma prova diferente e de uma corrida global. Nela, os competidores largam ao mesmo tempo, em 12 fusos horários diferentes, e é um carro perseguidor que elimina os participantes, um a um, de trás para frente, até sobrar apenas o campeão. A corrida arrecada fundos para a pesquisa em busca da cura de lesão na medula espinhal, já que toda a verba é destinada à causa. Nesta edição, foram arrecadados 4,2 milhões de euros (mais de R$ 14 milhões).
No Brasil, a corrida rolou em Brasília. Quatro mil pessoas se inscreveram para a competição. E a terceira edição da prova já tem data definida para o dia 8 de maio de 2016.
Resultado mundial do Wings For Life World Run 2015
Feminino
1o – Tuko Watanabe – Japão – 56,33 km
2o – Riana Van Niekerk – África do Sul – 55,21 km
3o – Nathalie Vasseur – EUA – 52,18 km
Masculino
1o – Lemawork Ketema – Áustria – 79,9 km
2o – Cesar Diaz Hernandez – Chile – 78,31 km
3o – Remigio Huaman – Itália – 78,06 km


www.sositaguare.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário