Visualizar praia em um mapa maior

terça-feira, 14 de abril de 2015

JACAREI = SÃO PAULO . FAMILIA GASPAR .

Os documentos históricos de Jacareí registram o início de um povoamento em 1652, com o nome de Nossa Senhora da Conceição da Paraíba, pela iniciativa de Antônio Afonso e seus três filhos. Em 22 de novembro de 1653, o local foi elevado a vila pelo donatário da Capitania de Itanhaém, dom Diogo de Faro e Sousa, desmembrado da antiga vila de Mogi das Cruzes. Tornou-se cidade em 3 de abril de 1849.
Antigo caminho para as Minas Gerais, usando o Rio Paraíba do Sul, Jacareí passou de humilde pousada colonial de tropeiros, ao longo dos anos, para cidade progressista, a partir de 1790.
Segundo pesquisas, o núcleo inicial da cidade está nas redondezas da Capela do Avareí (1728) e, depois, nas redondezas do Largo da Matriz (século XIX), que foi urbanizado na década de 1930. O Largo da Matriz continua, desde aquela época, palco das festas em homenagem à padroeira da cidade, Nossa Senhora da Imaculada Conceição. O dia da padroeira é 8 de dezembro, feriado municipal. Em 1920, a igreja passou por uma reforma, na qual foram imprimidos os seus traços atuais.
Outro monumento histórico da cidade é a Santa Casa de Misericórdia, com suas instalações oficializadas em 1850. A edificação foi construída graças aos donativos arrecadados e pelo trabalho gratuito dos negros escravos, cedidos pelos senhores abastados. Em 1854, terminada a primeira parte da construção e feitas as instalações preliminares, a Santa Casa começou a funcionar. O Brasão, a Bandeira e o Hino Oficial da cidade foram instituídos por lei municipal em 1952, 1968 e 1969, respectivamente.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O termo "Jacareí" é proveniente da língua tupi e significa "rio dos jacarés", através da junção dos termos îakaré (jacaré) e 'y (água, rio)[8] .

1968 ouvi a palavra capoeira ,minha avó nasceu em Jacareí e seus pais também  ,não permitiu meu avô a explicação que ficou em uma forma de lutar dançando ,lembro que ele usava chapéu de palha tipo Panamá com uma fita branca em volta  ,lenço azul no pescoço ,um cordão de cizal na cintura prendia a calça larga ,paletó e calça preta comprida enrolada ,sempre descalço ,tinha um esparadrapo no nariz ,dançava e fazia meia lua de frente sempre brincando e sorrindo falava na capoeira  .
Meu pai nunca gostou desta história ,sempre escondeu sua origem ,porque a família sempre os passaram para tráz ,desprezando minha avó ,quando meu avô que era Italiano faleceu.
Quando menor fui tirado da roda de capoeira pelo meu pai na Associação de Capoeira Senzala do mestre Sombra ,quando era criança cinco anos , sempre gostei de bater com um pedaço de pau nas cordas do violão ,meu avõ padrasto de meu pai dava risada ,ele era tocador de viola caipira e cantador aprendeu sozinho a tocar ,ele era fabricante artesanal de bombas e rojões ,não tinham todos os dedos das mãos com as explosões no manuseio dos artefatos de folgos de artificios ,mesmo assim tocava ,com os tocos dos dedos ,todas as modas de viola ,junto com os amigos no dia do pagamento era dia de festa , sem miséria ,com comida e bebida ia até o amanhecer ,ou até o primeiro desistir de tocar para não cair .
Trabalhou na Cervejaria Ciatica, como motorista e entregador de cervejas ,depois de um acidente se tornou um mercador de pescados na Avenida Pedro Lessa .
Acredito em raízes ,dos nossos ancestrais ,índios,negros,mulatos,brancos,etc. afinal somos todos irmãos ,capoeiras ou não .
Somos Brasileiros .
Eu um capoeira na Associação de Capoeira Senzala mestre Sombra .
O conheci em 1975 Na Rua Pego Junior nro 20 altos.
Meu numero de inscrição era 28.
Nunca vi mestre Sombra cair ,mais vi muito capoeira desistir e até cair tive o previlégio de ver e aplaudir.

www.sositaguare.blogspot.com 

Nenhum comentário:

Postar um comentário