Visualizar praia em um mapa maior

sábado, 25 de abril de 2015

Cinzas do Vulcão Chileno Calbuco estão vindo para a região Sudeste do Brasil.

Com tantos problemas referentes as poluições, efeitos climáticos ,desmatamentos nas Florestas Amazônicas , falta de agua na região Sudeste no Brasil.
As cinzas do Vulcão no Chile estão vindo para a região Sudeste ,bom cinzas fertilizam o solo ,acabam com o mosquito da dengue, etc.
Que já é caso de epidemia ,com vitimas fatais,dengue hemorrágica , etc.
Com tantos problemas que sofrem os povos brasileiros ,estão preocupados com a manifestação ,inter net amanhã dia 26.04.2015.
Neste sábado, as cinzas do vulcão chileno Calbuco chegaram até o sul do Estado de São Paulo. passaram sobre o Sul do Brasil. Já durante a madrugada passaram por cima do Rio Grande do Sul e no fim da tarde estavam espalhadas sobre Santa Catarina e parte do Paraná, e chegaram também ao sul do Estado de São Paulo. Nas  imagens de satélite do Eumetsat é possível ver a pluma de cinzas em tons rosados (imagem das 16h00, horário de Brasília).
© Fornecido por Climatempo
Na região Sul do Brasil, as cinzas vulcânicas não chegaram a provocar redução de visibilidade nem cancelamento de voos nacionais. A pluma está bem alta na atmosfera e passa como se fosse uma camada de nuvens do tipo “cirrus”, aquelas nuvens finas que deixam o céu esbranquiçado. Porém, com a fuligem, o céu ficou com um tom acinzentado.
© Fornecido por Climatempo
Porto Belo, SC. Foto tirada por Maria Angelica Fischer
© Fornecido por Climatempo
Florianópolis. Foto de Leandro Puchalski, do Grupo RBS.
As cinzas estão sendo transportadas entre níveis médios e altos da atmosfera, aproximadamente entre 06 e 10 km de altura. Nesses níveis os ventos são mais intensos e continuam transportando a pluma em direção ao oceano Atlântico. Neste domingo essa pluma já deve estar afastada do Brasil, porém antes de sair completamente do País, ainda há possibilidade de ser observada também no extremo sul

www.sositaguare.blogspot.com


www.sositaguare.blogspot.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário