Visualizar praia em um mapa maior

sexta-feira, 6 de maio de 2016

O QUE ACONTECIA NO MUNDO EM 1958 .


A tenista Maria Ester Bueno foi campeã de duplas em Wimbledon

Com a conquista da Copa do Mundo na Suécia e o surgimento da Bossa Nova, 1958 não precisava de mais nada para ser uma data eternamente citada, lembrada e celebrada. Mas no penúltimo ano da década de 50 houve uma série de outros acontecimentos marcantes no Brasil e no mundo.

No esporte, 1958 foi o ano em que Maria Ester Bueno venceu o primeiro de seus 19 títulos de Grand Slam, no torneio de duplas de Wimbledon. Atuando ao lado da americana Althea Gibson, Maria Ester derrotou as também americanas Margaret Osborne duPont e Margret Varner por 2 sets a 0, parciais de 6/3 e 7/5. Ainda em 1958, a brasileira foi finalista de duplas femininas e duplas mistas no US Open.

Nos ringues, o maior boxeador brasileiro de todos os tempos, Éder Jofre, conquistou o título nacional peso galo e disputou seu primeiro combate no exterior, empatando numa luta de dez rounds com o uruguaio Ruben Caceres, em Montevidéu.

Na Fórmula 1, o pentacampeão Juan Manuel Fangio se despediu das pistas após o quarto lugar no GP da França. Naquele mesmo ano, em Cuba, Fangio foi feito prisioneiro por algumas horas por guerrilheiros do Movimento 26 de Julho, liderado por Fidel Castro. Fangio foi impedido de participar do GP de Havana, mas liberado na Embaixada da Argentina após a corrida. O piloto recusou-se a dar informações sobre o grupo, que pretendia chamar a atenção internacional para a luta contra o ditador Fulgencio Batista.


Veja o que mais aconteceu pelo mundo naquele ano:


Futebol: 

Em 1958 ainda não havia campeonato nacional de futebol e nem a Libertadores da América. O principal torneio entre clubes do país na época era o Rio-São Paulo, naquele ano com dez participantes e sistema de pontos corridos. O campeão foi o Vasco, que também levou o Campeonato Carioca. O artilheiro do Rio-SP foi Gino, do São Paulo, com 12 gols. Em São Paulo, o campeão foi o Santos, com Pelé estabelecendo um recorde na artilharia da competição: 58 gols.

No ano do seu cinquentenário, o Atlético-MG foi o campeão em Minas. No Paraná, também deu Atlético, o Paranaense. No Rio Grande do Sul deu Grêmio, superando o Guarany de Bagé no jogo-desempate. Em Pernambuco, o Sport levou a melhor. No Campeonato Baiano, o Bahia levou o título com a mesma equipe que no ano seguinte surpreenderia o eixo Rio-São Paulo e levaria a primeira Taça Brasil.

No futebol internacional, o Real Madrid venceu a liga espanhola e chegou ao tricampeonato europeu batendo o Milan por 3 a 2, na prorrogação, em Bruxelas. O torneio ficou marcado pelo acidente aéreo em Munique, no dia 6 de fevereiro, que causou a morte de oito jogadores do Manchester United. O time regressava de Belgrado, após garantir classificação às semifinais. Outros dois jogadores sobreviventes jamais puderam retomar a carreira. Após o acidente, o Manchester ganhou apenas um jogo no Campeonato Inglês e terminou em nono na competição, vencida pelo Wolverhampton.

Na Itália, o Juventus ganhou o scudetto com ajuda de 28 gols do artilheiro galês John Charles. Em Portugal, o Sporting levou o título. Enquanto o Schalke venceu na Alemanha. Na Argentina, a taça ficou com o Racing. 

Cultura: 

Festa em azul e branco no Carnaval carioca. Com o enredo "Vultos e Efemérides do Brasil" e o samba composto por Simeão e Jorge Porqueiro, a Portela levou o bicampeonato, com meio ponto de vantagem sobre o Império Serrano. Em maio e agosto dois discos abriram caminho para o sucesso da bossa nova. O primeiro, o álbum "Canção do Amor Demais", com letras de Tom Jobim e Vinicius de Moraes, interpretação de Elizeth Cardoso e tendo João Gilberto ao violão. Três meses depois, João Gilberto lançou um compacto com as canções "Chega de Saudade" e "Bim Bom". A notícia triste daquele ano foi o suicídio do compositor Assis Valente, autor de "Brasil Pandeiro".

O grande sucesso de 1958 foi uma música italiana. "Nel blu dipinto di blu", ou "Volare" como ficou mais conhecida, foi número 1 da parada americana da Billboard, após estourar na voz de um de seus autores, Domenico Modugno, no Festival de Sanremo daquele ano. Em 1959, "Volare" levaria o Grammy de melhor canção. Sucesso no Brasil, ela também foi a música mais tocada pelas rádios suecas durante a Copa do Mundo, ao lado de "Diana", de Paul Anka, e "Treat Me Nice", de Elvis Presley.

Uma outra melodia que entrou para a história a partir de 1958 - e que acabou até em estádios de futebol - foram os assobios da "Marcha do Coronel Bogey" no filme "A Ponte do Rio Kwai", que arrebatou sete Oscars em 58, incluíndo melhor filme, diretor (David Lean) e ator (Alec Guinness). Na literatura, o Prêmio Nobel ficou com o russo Boris Pasternak, autor de "Doutor Jivago". 

Pelo mundo: 

Em 1958, o mapa mundi era bem diferente do atual. Era os tempos da Guerra Fria, com uma Europa dividida entre leste e oeste, duas Alemanhas separadas há menos de uma década. Na África, países como França e Portugal ainda tentavam sustentar um colonialismo fracassado.

O Brasil completava 12 anos vivendo novamente numa democracia, mas que parecia já ter seus dias contados. Regimes democráticos não eram tão comuns assim naqueles tempos. Ao menos não duradouros. Em Portugal, uma eleição manipulada deu a vitória a Américo Torres, candidato do ditador Antonio de Oliveira Salazar. A Argentina elegia seu 33o presidente, Arturo Frondizi, que não completaria o mandato derrubado por um golpe quatro anos depois. Na Venezuela, o caminho contrário. O ditador Marcos Pérez Jiménez era deposto e fugia para os Estados Unidos carregando uma fortuna, enquanto a democracia era restaurada.

Em Cuba, as forças de Fidel Castro e Ernesto 'Che' Guevara conquistavam território e iniciavam ataques na capital Havana, no que terminaria com a deposição de Fulgencio Batista no primeiro dia de 1959.

Naquele 1958 houve também um novo papa. Pio XII morreu no dia 9 de outubro. No dia 28 o italiano Angelo Giuseppe Roncalli era eleito como Papa João XXIII. Seguindo o sucesso do seu programa espacial, a União Soviética lançava ao espaço o satélite Sputnik 3. Enquanto isso, os americanos respondiam com o USS Nautilus, o primeiro submarino nuclear do mundo, que naquele ano fez uma pioneira travessia por baixo do Pólo Norte.

Foi também um ano de novidades nas lojas e supermercados, como o bambolê e o macarrão instantâneo. A TV aos poucos se popularizava, apesar do preço dos aparelhos ainda ser muito alto para a maioria da população. Na Europa, a segunda Copa do Mundo com transmissão ao vivo bateu recordes de audiência, com quase cem milhões de espectadores nos 11 jogos exibidos, entre eles Brasil x Inglaterra, Brasil x França e, claro, a final Brasil x Suécia. Para os brasileiros, porém, os gols que os torcedores ouviam pelo rádio só eram exibidos nos cinemas, e com alguns dias de atraso. 

www.sositaguare.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário