Visualizar praia em um mapa maior

sábado, 2 de dezembro de 2017

DIA 02.12.2017 TRADIÇÃO NO QUILOMBO PAI FELIPE ALVORADA DO SAMBA .

Tradição no Quilombo Pai Felipe na Cidade de Santos , Alvorada do Samba .
A Cidade abrigou ainda o Quilombo do Pai Felipe, em um local junto à encosta do Monte Serrat, na parte interna da CET, existiu há mais de cem anos, encoberto por imenso bambuzal, bem perto da Fonte da Vila Mathias e era o local onde o público assistia ao samba, batucado pelos africanos chefiados por Pai Felipe. Por isso, até hoje ele é conhecido como o Rei Batuqueiro.
Supõe-se que ele tenha sido um escravo fugitivo, procurado através de anúncios de jornais da época. Outra versão diz que Pai Felipe era filho de um rei africano e, por conta disso, muito respeitado entre os negros das diversas nações existentes no quilombo.
Pai Felipe liderava um bando de escravos fugidos do Engenho Nossa Senhora das Neves, situado em terras continentais. Inicialmente, ele se fixou no Jabaquara com seus comandados. Como Pai Felipe não quis se submeter ao Quintino de Lacerda, foi para o sopé do Monte Serrat.
O local ficava no meio de um bambuzal, bem perto da Vila Mathias, e era onde o público assistia ao tambaque, instrumento musical que era batucado pelos africanos chefiados por ele.
Santos Garrafão
Garrafão José Theodoro Santos Pereira, mais conhecido como Santos Garrafão, acolheu alguns escravos em uma destilaria. Ele era branco, amigo de Quintino de Lacerda e se envolveu com a ex-escrava chamada Brandina Fiúsa e o quilombo se encontrava na Ponta da Praia. A acolhida dos escravos pode ter sido influenciada pela relação com a ex-excrava, supõe o historiador. O quilombo do Jabaquara de Quintino de Lacerda, o de Pai Felipe e o de Santos Pereira (Santos Garrafão) tinham a proteção de toda Cidade, incluindo a sociedade santista. Sinônimos Independentemente do que acontecia no restante do País, a Cidade fez sua abolição. Santos e liberdade eram sinônimas para a comunidade negra.
Santos antecipou em dois anos a libertação dos escravos. No começo de 1887, o presidente da província paulista mandou um telegrama ao Governo Imperial dizendo ser impossível conter a evasão dos escravos porque os soldados tinham feito causa comum com os abolicionistas, favorecendo a passagem dos fugitivos para a cidade de Santos. Os abolicionistas acolhiam escravos e financiavam quilombos, como o Jabaquara, por exemplo, além da compra de alforrias e à custa de pendências judiciais.
Hoje apesar do tempo nublado e chovendo não intimidaram os sambistas presentes na Alvorada do Samba deu inicio às 06h00 , cantando , tocando a arte e cultura o Samba , tradição na Cidade de Santos .
Ainda será eleição do Cabo Honoris do Samba ,entre muitas Escolas de Samba , X-9 , União dos Morros , União Imperial , Brasil ,etc .

www.sositaguare.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário