Visualizar praia em um mapa maior

sábado, 31 de dezembro de 2016

41 ANOS GUERRA VIETNAN QUE SIRVAM DE EXEMPLO , PARA A INTOLERÂNCIA , PAZ , AMOR , SOLIDARIEDADE , DIVISÃO , RELIGIÃO , ETC . UM PRÓSPERO 2017 .

Cidade Ho Chi Minh (Vietnã) / Foto: Flickr Bvi4092 (CC-BY-2.0)
ROMA, 27 Set. 16 / 12:30 pm (ACI).- Há duas semanas, na cidade Ho Chi Minh (Vietnã), foi aberto oficialmente o Instituto Católico do Vietnã, primeira universidade católica fundada desde que os comunistas tomaram o país em 1975 e tiraram o controle das instituições educativas da Igreja.
“O instituto procura melhorar o conhecimento teológico e a competência entre todos os sacerdotes, religiosos e leigos”, expressou no dia 14 de setembro durante a cerimônia de inauguração o Bispo de Xuan Loc, Dom Joseph Dinh Duc Dao, e também reitor do instituto.
Entre os anos 1954-1955, o Vietnã estava dividido em dois países: o norte, que era governado pelos comunistas, e o sul, que tinha um presidente católico. Durante 300 dias, a “Operação do passo à Liberdade”, realizada pelo exército dos Estados Unidos, permitiu a liberdade de movimento entre ambos os territórios.
Centenas de pessoas fugiram do Vietnã do Norte para o Vietnã do Sul, entre eles vários católicos que temiam a perseguição dos comunistas e se sentiam a salvo com um presidente que professava a mesma fé.
Entretanto, depois da queda de Saigon no sul e o fim da guerra entre ambos os países em 1975, Vietnã foi unificado sob o domínio dos comunistas e os católicos perderam muitas das suas liberdades, incluindo a participação na educação.
Na década de 1990, o governo começou a eliminar certas restrições. Algumas religiosas começaram a administrar jardins de infância e as pessoas que tinham mais dinheiro abriram escolas católicas particulares, mas a Igreja católica não era responsável por nenhuma instituição educativa.
Desde 2011, os bispos do Vietnã iniciaram as coordenações a fim de que a Igreja fosse responsável por uma universidade. Para isso, escreveram uma carta ao governo perguntando se permitiriam a existência de escolas católicas.
“Recomenda-se que o Governo abra a porta às pessoas religiosas de boa vontade que desejam participar da educação, a qual é considerada chave para abrir o caminho de um futuro brilhante no país”, disseram os bispos em sua carta.
Em dezembro de 2015, o Arcebispo de Ho Chi Minh, Dom Paul Bui Van Doc, anunciou que havia recebido a permissão do governo para abrir a primeira universidade católica do país em 2016.
“A relação entre o Vaticano e o governo do Vietnã está melhorando cada vez mais, quando lhes perguntamos, eles aceitaram”, expressou Dom Van Doc.
Embora os primeiros 23 alunos da universidade em sua maioria sejam sacerdotes que estudarão teologia, espera-se que a instituição cresça e se diversifique no futuro. “Depois disso, no futuro, talvez muitíssimo”, expressou Dom Van Doc.
www.sositaguare.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário