Visualizar praia em um mapa maior

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

A ESTÓRIA DO PASSARO AZUL .

A história da região de São José do Rio Preto começa com a vinda dos desbravadores de Minas Gerais. Tais viajantes procuravam terras brutas no objetivo de acumular riquezas.
É contado que nos idos de 1845, Luiz António da Silveira, seu irmão e um amigo pisaram no solo rio-pretense trazendo alimentos, escravos e todos os suprimentos necessários para a empreitada, desbravando desde Bebedouro do Turvo até o local onde hoje esta a cidade de São José do Rio Preto. Ao percorrer a região foram se apossando das vertentes dos córregos Espraiado, Canela e córrego Borá, e que vão desaguar no Rio Preto,
Na tentativa de expandir as conquistas partiram mata adentro se perdendo na busca.[1]

Promessa e Revelação[editar | editar código-fonte]

Após três dias, exaustos, famintos e sem encontrar o caminho de volta ao acampamento rezaram a Deus com fé fervorosa. Invocaram aos santos padroeiros fazendo promessas de doações de terras se conseguissem voltar vivos para suas famílias.Foram feitas promessas para São Vicente Ferrer, Nossa Senhora do Carmo e São José. Conta-se que ainda ajoelhados apareceu um belo pássaro azul que se pós a voar entre eles indicando o caminho. Caminharam por muito tempo até chegar ao local de origem momento em que o pássaro desapareceu.[2]

Dados Relevantes[editar | editar código-fonte]

Incidência pássaro Campainha Azul cerrado brasileiro
São José do Rio Preto, Engenheiro Schmidt e Ipiguá, e mais os atuais municípios de CatanduvaMirassolMonte AprazívelIbiráJosé BonifácioPotirendabaCedralUchoaNova GranadaPalestinaPereira BarretoOnda Verde e Talhados eram as extensas superfícies que constituíram no passado o município de São José do Rio Preto, de modo que seu nome corresponde a tudo que se chama também Alta Araraquarense. Apesar de recortada,São José do Rio Preto continua a ver gravitando em torno de sua órbita cultural, comercial e religiosa (pois é sede do mais antigo bispado regional) tudo que lhe pertenceu geograficamente, pela unidade criada dentro da região por características que apontam o velho município dentro da comunidade de São Paulo. Estas características especiais vêm das seguintes condições: sua colonização feita por mineiros, tomadores da posse das terras, populações brancas ou aparentemente brancas, a que se juntaram caboclos machadeiros baianos à época da derrubada das matas - grupo brasileiro de que veio o profundo espírito da terra encontrado pelo emigrante pós período.[3

www.sositaguare.blogspot.com
Campainha Azul

Nenhum comentário:

Postar um comentário